Ricardo Gomes, técnico do Botafogo, apoia Rede Brasil AVC

Postado em: 8.out.2015

Ricardo Gomes, técnico da equipe profissional do Botafogo de Futebol e Regatas e ex-zagueiro da seleção brasileira.

 

O técnico da equipe profissional do Botafogo de Futebol e Regatas e ex-zagueiro da seleção brasileira de futebol, Ricardo Gomes, confirmou nesta quarta-feira (7/10) a sua participação nas ações desenvolvidas pela Rede Brasil AVC para o Dia Mundial de Combate ao AVC (Acidente Vascular Cerebral), celebrado anualmente no dia 29 de outubro. Ricardo Gomes também se disponibilizou a integrar a equipe de voluntários da Rede Brasil AVC na luta pela adequada estruturação da rede de assistência ao AVC no país.

História de Vida

Além das inúmeras vitórias dentro dos gramados como atleta, em 28 de agosto de 2011, o então treinador de futebol da equipe profissional do Vasco da Gama, teve o rumo de sua vida totalmente alterado por um AVC hemorrágico, ocorrido durante uma partida contra o Flamengo. O drama de Ricardo Gomes e de todos os profissionais que fizeram o seu atendimento foi transmitido ao vivo para todo o Brasil e acompanhado por milhões de pessoas durante várias semanas. As imagens desse episódio circularam o mundo e durante muitos dias, pautaram os principais veículos de comunicação. Este fato deu grande destaque a um problema pouco pautado pela imprensa, mas que representa uma das principais causas de morte no mundo, o AVC.

A luta de Ricardo Gomes, sua determinação e todo a sua história de superação, nesses quase quatro anos após o AVC, teve o ponto de maior destaque o seu retorno aos gramados, desta vez como técnico do time de futebol profissional do Botafogo, ocorrido no dia 2 de agosto de 2015, na partida pelo campeonato brasileiro da segunda divisão contra o Luverdense. Apesar do retorno ao trabalho, Ricardo Gomes continua mantendo uma disciplinada rotina de cuidados, com fonoaudiólogo, fisioterapeuta, nutricionista, consultas neurológicas e exames periódicos de controle, entre outras ações.

Ricardo Gomes continua mantendo uma disciplinada rotina de cuidados.

Reforço

Para a coordenadora no Brasil do Dia Mundial de Combate ao AVC, a neurologista Sheila Martins, o caso do treinador Ricardo Gomes reforça todas as pautas da Rede Brasil AVC, pois confirma que a velocidade no atendimento e uma estrutura adequada de assistência são fatores decisivos para um desfecho favorável em caso de AVC. “Sem dúvida a chegada do Ricardo Gomes é um grande reforço. Precisamos muito de sua vivência, da sua história de superação para nos ajudar a difundir os sintomas clássicos do AVC, as formas de prevenção e sensibilizar a população na busca de soluções e recursos para melhorar a condições de assistência ao AVC no Brasil”, resume a médica.