Dormir mais de 8 horas por dia está associado a maior risco de AVC, diz pesquisa

Postado em: 5.mar.2015

Após analisar diversos fatores, os cientistas descobriram que as pessoas que dormiram mais que o indicado tinham 46% mais chances de sofrer um AVC.

Pessoas que têm mais de oito horas de sono por dia têm maior probabilidade de sofrer acidente vascular cerebral (AVC), de acordo com um estudo realizado pela Universidade de Cambridge. O risco dobra para idosos que dormem mais que o indicado frequentemente.

Apesar da conclusão, os pesquisadores ressaltam que ainda não estão claros os motivos pelos quais essa associação ocorreu e que novos estudos são necessários para explorar tal ligação.

O estudo, publicado na revista Neurology, é o primeiro a examinar a relação entre a alteração na duração do sono e o risco de derrame subsequente.

Os pesquisadores avaliaram dados, colhidos a partir de 1998, de aproximadamente 10 mil pessoas com idades entre 42 e 81 anos.

Quase sete em cada dez participantes relataram dormir entre seis e oito horas por dia. Enquanto que um em cada dez relataram dormir por mais de oito horas diariamente.

Durante o período do estudo de quase 10 anos, 346 participantes sofreram um AVC (fatal ou não). Após analisar diversos fatores, incluindo idade e sexo, os pesquisadores descobriram que as pessoas que dormiram mais de oito horas por dia tiveram 46% mais chances de sofrer um AVC.

Já as que dormiram menos de seis horas diariamente tiveram um risco 18% maior.

— Precisamos entender as razões que estão por trás da ligação entre o sono e risco de AVC. Mas o sono prova que pode ser um indicador precoce de aumento do risco de ter o problema, sobretudo entre as pessoas mais velhas — explica Kay-Tee Khaw, autor do estudo.

Fonte: Zero Hora