AVC pode ser tratado

Tempo perdido é cérebro perdido.

A partir do início dos sintomas o tempo para tratar o AVC é limitado. Se você suspeitar que você ou alguém próximo a você está tendo um AVC,imediatamente:

  • Ligue para um serviço médico de emergência (192 – Ambulância SAMU)
  • Vá para um hospital preparado para atender casos de AVC.

Mesmo se os sintomas desaparecerem em poucos minutos, ligue para o número da emergência (192), pois pode ser sua última oportunidade para evitar um AVC potencialmente fatal. Cuidados hospitalares, medicações, cirurgia vascular e reabilitação são tratamentos importantes após o AVC.

Cuidados Hospitalares

Várias possibilidades de tratamento tem sido eficientes na recuperação após um AVC. A trombólise (tratamento de dissolução do coágulo) é uma importante opção para alguns pacientes e depende criticamente do tempo de espera para o tratamento: o tratamento pode ser dado até 4h e 30 minutos após o início do AVC, mas quanto mais precoce o tratamento é administrado, melhor é o seu efeito.

Pessoas com AVC tem maior probabilidade de sobreviver e obter melhores resultados funcionais se forem admitidos em unidades de AVC, formadas por médicos, enfermeiras e vários tipos de terapeutas experientes.

PENSE RÁPIDO. HAJA RÁPIDO. AVC é uma emergência médica!

Unidades de Reabilitação

Um breve período inicial de Internação na fase aguda do AVC é indispensável,  aonde já deve-se iniciar o processo de reabilitação interdisciplinar e a prevenção secundária, porém, após a alta o paciente já deve ser inserido em um programa de reabilitação com o objetivo de atingir a independência para as atividades da vida diária em um prazo de 3 meses.

Seja qual for a decisão, o certo é que a reabilitação deve ser iniciada de imediato e que a participação dos familiares e cuidadores se revela da maior importância.

Veja as clínicas especializadas nesse processo clicando aqui.

Acesse material completo da Campanha “Porque eu me importo

A Vida Conta – Cada minuto faz a diferença

A Rede Brasil AVC e a Sociedade Brasileira de Doenças Cerebrovasculares, com o apoio da Boehringer Ingelheim, lançaram a campanha “A Vida Conta – Cada minuto faz diferença”, que visa conscientizar a população sobre a importância do rápido atendimento ao paciente que está sofrendo um AVC, segunda maior causa de morte no mundo1,2, elucidando a sua relação direta com o risco de sequelas graves e incapacitantes. A campanha conta com vídeos educativos sobre os sintomas do AVC, tais como assimetria facial, perda de força de um lado do corpo e dificuldade para falar e compreender a fala, além de vídeos-depoimentos de pessoas que sobreviveram a um AVC. Confira: